Aluguel tem alta de 10,04% em 12 meses até setembro

Uma das principais referências econômicas do país, o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) apresentou em setembro um leve recuo de 0,01% ante o mês anterior. A baixa foi menos intensa em relação a agosto (-0,67%), conforme números apresentados pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV).

Com o resultado, o indicador acumulou nos três primeiros trimestres do ano salto de 4,09%. Já em 12 meses encerrados em setembro, o aumento foi de 10,04%. Também conhecido como “inflação do aluguel”, o indexador é utilizado para corrigir contratos de locação e contas de energia elétrica.

Sub-índices

Componente com valor de 60% do reajuste e que mede os preços no atacado, o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo) foi novamente decisivo para o comportamento do IGP-M, variando de uma deflação de -1,14% em agosto para -0,09% em setembro.

Outro sub-índice, com peso de 30% do balanço e termômetro dos preços no
varejo, o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) desacelerou de +0,23% para
-0,04%, na mesma base comparativa mês a mês. Já o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) seguiu caminho inverso, avançando de +0,34% para +0,60%. (FGV)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.