Construção Civil tem queda devido à alta do aço

Setor registrou alta de 73% no valor da commodity no 1° trimestre de 2022

De acordo com dados divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o mercado imobiliário brasileiro apresentou queda de 42,5% no número de lançamentos no primeiro trimestre de 2022, na comparação com o quatro trimestre de 2021. Para a Câmara, o aumento no preço de insumos e a conjuntura econômica pesaram na redução.

A CBIC disse que os números são afetados pelo aumento dos preços e dos custos dos materiais da construção civil, pela falta de confiança para novos lançamentos dos empresários e incorporadoras e pela queda do poder aquisitivo das famílias.

 

“O tempo todo falamos do efeito aumento de custo que impacta no preço de venda e isso está muito claro no Casa Verde e Amarela, que tem puxado nos últimos tempos a habitação de mercado”, disse o presidente da CBIC José Carlos Martins durante coletiva para apresentação dos dados.

Francisco de Oliveira Lima Filho, presidente da Habicamp

 

A redução na alíquota de importação do insumo, juntamente com outros 10 produtos, anunciada pelo governo para conter a alta da inflação, diminuiu um pouco a pressão no aumento de custo. Entretanto, ainda há necessidade de debater a estabilização dos preços com a cadeia de produção.

 

“A alta dos materiais sempre causa impactos diretos no valor final de venda e quem sofre com isso é o consumidor”, reforça o presidente da Habicamp, Francisco de Oliveira Lima Filho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.