Grupos se reúnem e farão hoje manifestação contra o aumento do IPTU em Campinas

O Grupo IPTU Justo promete realizar uma manifestação nesta segunda-feira, em Campinas, contra o aumento do imposto anunciado pela prefeitura, que fara o terceiro reajuste anual consecutivo em janeiro do ano que vem. O movimento será reforçado por outros grupos, como o MBL, que promete cobrar das autoridades uma revisão dos valores repassados à população. Na revisão da planta genérica de valores, a prefeitura aumentou o valor do IPTU em 30% em 2018 e mais 10% neste ano. Outros 10% estão previstos a partir de janeiro do ano que vem.

Segundo a porta voz do Grupo IPTU Justo em Campinas, Jaqueline Oliveira dos Santos, a proposta da manifestação é mostrar ao poder público que a população está insatisfeita com o que ela chamou de abuso na cobrança do imposto. O protesto foi engrossado pelo MBL de Campinas, que também taxou de abusivo o reajuste do IPTU. O coordenador do movimento, Paulo Gaspar, disse que imposto caro afugenta investidores e gera desemprego no município. O economista José Afonso Bittencourt aprova a iniciativa dos grupos em Campinas e afirma que é injusto a prefeitura, com problemas financeiros, passar a conta para a população pagar. Já o presidente do Pró-Urbe Pensando Campinas, Eduardo Coelho, acredita que as manifestações sobre o tema são naturais, já que o modo como o reajuste foi calculado em Campinas onerou muito a população.

A manifestação acontece em Campinas, a partir das 15 horas, em frente à prefeitura. Depois, às 17 horas, o grupo deve ir até à Câmara Municipal. (CBN Campinas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.