Índice da ABRAMAT aponta crescimento do setor em julho

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção)
divulgou nesta quarta-feira, 08, a edição de seu índice de julho. Como
destaques da pesquisa, o número revisado do índice de junho e a alta de 3,7%
no faturamento em julho, comparado ao mesmo mês do ano anterior. Os
resultados aferidos indicam manutenção da tendência de recuperação do setor
no ano, mesmo considerando externalidades enfrentadas como a greve dos
caminhoneiros ocorrida e o novo patamar cambial.

Como previsto na última edição do Índice, o resultado real de junho foi
superior ao estimado, e atingiu crescimento de 3,7% em relação ao mesmo mês
do ano anterior (versus a previsão anterior de queda de 4,7%), confirmando
que parte das vendas não realizadas em maio em função da greve dos
caminhoneiros foram adiadas para o mês seguinte e capturadas pela
metodologia FGV, que utiliza dados do IBGE como base.

O mês de julho, já mais distante da externalidade da greve, foi de
continuidade da tendência de crescimento do setor, apontando aumento de 5,7%
no faturamento em relação ao mesmo mês do anterior. Em relação ao número
revisado de junho, o crescimento foi de 1,1%, fazendo com que o crescimento
acumulado no ano, em relação ao mesmo período no ano anterior, atinja 1,7%.
O resultado está em linha com a projeção de crescimento acumulado anual de
1,5%, mantida pela associação desde o início de 2018.

O emprego na indústria de materiais de construção segue rumando para uma
reversão de tendência. O acumulado no ano agora é de -0,9%, melhor resultado
desde janeiro. No mês anterior, o ano acumulava redução de -1,2% no número
de vagas. Foi o segundo mês consecutivo em que a redução de vagas na
indústria de materiais de construção diminui.

“Como já havíamos indicado, a nova pesquisa do índice aponta uma retomada,
ainda que tímida, do crescimento da indústria de materiais de construção. A
ABRAMAT segue não apenas torcendo por uma melhora do setor, mas atuando
efetivamente junto a todos seus interlocutores com diagnósticos e propostas
para auxiliar a retomada do crescimento, acreditando na possibilidade de
desenvolvimento sustentável do setor e do país.” comenta Rodrigo Navarro,
presidente da associação. (Investimentos e Notícias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.