Mostra Sustentável vai reunir mais de 50 expositores para revitalizar ambientes em instituição

A Mostra+Sustentável vai realizar sua segunda edição em 2018, provando que a solidariedade é
uma importante engrenagem na sociedade. “A Mostra tem como característica
fundamental demonstrar o poder da colaboração. Com o objetivo comum de
atender a instituição que nos acolhe, grupos distintos se unem em torno do
propósito de deixar um legado social”, explica o idealizador e realizador do
projeto, Fernando Caparica Santos.

A Mostra é um evento de arquitetura e paisagismo, arte e design de
interiores, em prol de uma causa social, reunindo profissionais do setor,
sociedade civil, poder público e iniciativa privada, com o objetivo de
revitalizar uma instituição com atuação em prol da sociedade onde atua. A
Mostra+Sustentável 2018 acontece entre 29/08 e 7/10, no Serviço de Saúde
Cândido Ferreira, e vai revitalizar 40 ambientes em uma área total de 3 mil
m², sendo 2 mil m² de área construída e 1 mil m² de paisagismo. Para a
exposição, serão executados ambientes como fachada e varanda, lobby e
recepção, hall da escada, jardins, banheiros e lavabo, quartos, studio,
salas diversas, corredores, espaço gourmet, área de leitura, loja, café,
lounges, churrasqueira e outros.

O local onde será realizada a Mostra+Sustentável 2018 foi tombado como
patrimônio histórico municipal pelo Conselho de Defesa do Patrimônio
Cultural de Campinas (CONDEPACC). Em junho, um mutirão de voluntários se
reuniu para pintura do prédio da entidade escolhida. Cerca de 250
integrantes do projeto Mãos que Ajudam (MQA) deram outra cor e outra cara
para o local. As cores que foram utilizadas na pintura remontam ao tom
original do prédio, obtido por uma técnica de remoção de camadas de tintas
aplicadas nas paredes no decorrer dos anos, realizada pelos arquitetos da
Mostra e pelo CONDEPACC.

“O conjunto edificado na década de 1920 representa um desenho arquitetônico
imponente e robusto dentro das linhas tipológicas hospitalares, ao mesmo
tempo em que se insere no tempo e espaço rural. Apresenta fachadas externas
e internas voltadas para o pátio central quadrangular, com características
ecléticas, porém com elementos predominantemente neocoloniais. Daí então a
preocupação em se manter e preservar a integridade dessa arquitetura marcada
por cores suaves, em um contraste de tons pastéis”, detalha Sandra Maria
Geraldi Milne-Watson, arquiteta da Coordenadoria Setorial do Patrimônio
Cultural (CSPC), apoio técnico do CONDEPACC.

Além da visitação aos ambientes decorados, a Mostra conta com uma
programação diversificada e o destaque fica por conta de conversas técnicas
que abordarão a sustentabilidade na arquitetura, gastronomia e em questões
comportamentais, chamada de SustenTalks. Os debates acontecerão todas as
quartas, quintas e sextas, durante os quarenta dias de visitação pública. À
frente da grade, figuram nomes como Paulo de Tarso, Rogerio Menezes, Maria
Silvia Previtale, Fernanda Simon, Gabriel Pires Mateus, Maria Constancia,
Sérgio Zobaram, Ricardo Cardin, Catarina Menucci, André Pinotti, Patrícia
Fernandes, Regina Migliori e Gerson Castelo Branco, que será o responsável
pela abertura do Sustentalks no dia 29 de agosto, com o tema “A construção
de um arquiteto sustentável”. As inscrições para estes debates não têm custo
adicional e deverão ser realizadas através do site www.mostra.com.br.

A Mostra ainda contará com Visitas escolares, direcionadas para alunos do
ensino fundamental II, sob os temas sustentabilidade e prevenção ao uso de
drogas; Ativações culturais, com apresentações musicais e exposição de arte;
Inclusão, por meio de visitação monitorada para deficientes auditivos e
visuais; e Gastronomia, com um café bistrô oferecendo pratos orgânicos
durante todo o período de visitação e eventos pontuais com a execução de
pratos para degustação pelos restaurantes locais. (Obra 24h)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.