Mudança no perfil das famílias movimenta mercado imobiliário

Segundo dados do IBGE 57,3 milhões de lares brasileiros são chefiados por
mulheres, isto é, 38,7% das casas. Este índice reforça as mudanças nas
formações das famílias no país, apresentando um novo cenário, o das mães
“arrimo” de família. Considerando todo esse contexto o mercado imobiliário está se movimentando e investindo em construções e condições comerciais direcionadas a este novo público. “Atendemos muitas mães que são chefes de família, cuidam dos seus filhos, se desdobram para pagar o aluguel e buscam por mais segurança financeira.
Nestes casos, a conquista do imóvel próprio é a certeza de um futuro mais
tranquilo. Estas mulheres ganharam representatividade em meio ao nosso
público e, possuem necessidades específicas. Normalmente buscam por imóveis menores, em empreendimentos mais próximos a centros comerciais. Respeitando seus desejos e necessidades, conseguimos propor as condições adequadas a cada orçamento, as auxiliando a saírem do aluguel e a conquistarem a casa própria”, afirma Ana Rodrigues, analista de planejamento da construtora AP Ponto.

A história da alagoana Gorete Maria da Silva, é um desses exemplos. Morando em Uberlândia há 23 anos, a auxiliar de serviços gerais sempre se preocupou em garantir um futuro para as suas três filhas. “Ao me separar do meu marido enfrentei algumas dificuldades, não estava em minha cidade, não conhecia muitas pessoas, mas sabia que tinha que seguir em frente, cuidar das minhas filhas. Trabalhei muito para sustentá-las e não deixar faltar nada”, declara.

Como sempre morou de aluguel, um dos objetivos da Gorete era conquistar um imóvel próprio, garantindo assim, um lar, um patrimônio para as suas filhas. “Não tinha uma renda alta, não acreditava que conseguiria sair do aluguel, um dia fui até uma agência da Caixa Econômica e busquei informações sobre os financiamentos imobiliários. Nesse mesmo dia vi um anúncio da construtora AP Ponto. Entrei em contato com a empresa e pedi mais explicações sobre como poderia financiar um imóvel, ainda sem acreditar que conseguiria. Fui informada que com um complemento da minha renda seria possível. Foi aí que minha filha Zuleide teve uma atitude muito bonita, ela já trabalhava e disse que ia me ajudar a realizar esse sonho. Cerca de um mês depois tivemos a notícia de que o financiamento foi liberado. Quando entrei na minha casa com minhas filhas foi uma alegria imensa, me senti segura e sei que o futuro delas será mais tranquilo com o nosso lar”, afirma a auxiliar de serviços gerais que reside no condomínio Turquesa, empreendimento AP Ponto localizado
no Bairro Chácaras Tubalina. (maxpress)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.