Aplicativo ajuda a acompanhar o andamento de uma obra

Desde a época em que estagiava na V2 Construções, construtora de Maceió (AL)
pertencente ao seu pai, o engenheiro civil Ralph Vasco, 29 anos, percebia o
mesmo problema. “Em toda obra, existe uma lista de tarefas. Tudo precisa ser
documentado, para acompanhar serviços e cronograma”, diz.
O problema é que isso era feito de forma manual. “No final, havia mais de 5
mil folhas de papel guardadas em um depósito”, diz.
Em 2013, ao lado do sócio Marcelo Menezes, 44 anos, Vasco começou a
desenvolver o código do sistema que os levaria a fundar a Stant. O app,
lançado em novembro de 2014, permite a gestão completa do andamento da obra.
As informações são coletadas em tempo real pelos participantes (estagiários,
mestre de obras, engenheiro de produção etc.), o que gera um mapeamento
detalhado. “Com o sistema, o construtor acompanha com precisão as operações,
mede e controla o trabalho de terceiros, sabe em quantos dias termina um
serviço e se faltará material”, diz.
O app da Stant chamou a atenção de grandes
construtoras. Hoje, são 47 clientes. A carteira inclui Cyrela, Even e
Alphaville Urbanismo – a receita vem de uma mensalidade cobrada de acordo
com o número de obras.
A Stant também presta serviços para o Governo do Estado de Alagoas, que
utiliza o sistema em 14 obras públicas. Em 2015, a startup foi acelerada
pela ACE.
O primeiro aporte de investidores, da InterCement, em abril de 2015, foi de
R$ 120 mil. A expectativa da Stant é faturar R$ 1 milhão em 2018. (Revista
Construa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.