Artigo: a arte de “arquiteturar”

Neste artigo, Welton Nahas Curi, vice-presidente da Construção Civil da Habicamp, fala sobre o trabalho criativo dos arquitetos. Saiba mais abaixo!

Welton Nahas Curi

A paixão por construir edifícios que enraízam suas obras de forma criativa com os recursos do ambiente natural que os cercam, entrelaçando de modo eficiente as necessidades dos futuros usuários com muito bom gosto, e acoplando as novas tecnologias sustentáveis é um desafio à arte de “arquiteturar”. Tal atitude diferenciam os profissionais que trabalham com humanidade e sensibilidade ambiental, dos que buscam apenas recursos financeiros e prestigio. Apesar de toda burocracia e mediocridade dos processos de viabilização, os trabalhos criativos e produtivos são essenciais para a dignidade humana. A capacidade de visualizar e criar algo que ainda não foi realizado é um ato que deve fluir do mais íntimo do ser humano em sintonia com o sobrenatural.

Gosto da figura divina quando da criação do jardim, pois deu ao homem a responsabilidade de cultivar e cuidar, mesmo com toda sua diversidade e contemplação. Os jardineiros nunca deixam a terra como a encontraram, mas trabalham nela para torna-la mais frutífera e para extrair seu potencial de crescimento e desenvolvimento do solo.

Os arquitetos, engenheiros e construtores devem ser como os jardineiros na transformação das cidades de forma criativa e assertiva, induzindo-as a crescer e florescer. Os empreendedores devem criar valor e desenvolver algo diferente e inovador. Coisas belas e de valor permanente.

Podemos estudar e contemplar a história, mas também podemos fazê-la. Todo projeto deve acrescentar valor a vida humana. O mundo corporativo deve criar cultura e cultivar criação. Nossa produção hoje deve ser o bem histórico a ser lembrado e tombado no amanhã.

O trabalho é o meio de nos tornarmos úteis aos outros e os outros se tornarem úteis a nós. A prosperidade da sociedade é a nossa prosperidade. Busquemos a paz e o crescimento de Campinas nesta arte de “arquiteturar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.