Artigo: Corretor de Imóveis no mercado imobiliário

Neste artigo, Candido Mota Barreto Filho, especialista em prospecção e estruturação de empreendimentos imobiliários, fala sobre o Dia Nacional do Corretor de Imóveis e importância da profissão. Saiba mais abaixo!

Candido Mota Barreto Filho

Estamos próximos à data comemorativa do Dia Nacional do Corretor de Imóveis, dia 27 de agosto. Não dá para falar do mercado imobiliário sem falar desse profissional. A profissão de Corretor de Imóveis no Brasil, apesar de ter conseguido status e destaque nos últimos anos, nem sempre foi assim. No início, não era regulamentada e era vista como um subemprego pela sociedade. Porém, ela passou a ser uma profissão regulamentada, a partir de 1962, quando houve um reconhecimento oficial do Estado.

Em 12 de maio de 1978, foi sancionada, pelo então presidente Ernesto Geisel, a Lei n° 6.530, que deu nova regulamentação à profissão de corretor de imóveis. O Código Civil traz um capítulo todo especial com relação à Corretagem, em seu Capítulo XIII – Arts. 722 a 729, Código Civil.

A atividade de corretagem de imóveis no Brasil não é recente, com o passar dos anos evoluiu juntamente com a sociedade, exigências do mercado e desenvolvimento de novas tecnologias. Os profissionais que não acompanham as mudanças no mercado imobiliário, ou que tenham dificuldades em aceita-las, certamente não sobreviverão.

Hoje, a atividade requer maior conhecimento técnico, legislativo, mercadológico, jurídico e econômico, e busca assim valorização e respeito profissional. São várias as atividades dentro do mercado imobiliário, gostaria aqui de destacar a atividade especial do estruturador imobiliário.

A atividade hoje é realizada por muitos corretores e exige, sem dúvida nenhuma, um preparo específico, experiência e conhecimento de muitas técnicas que o segmento envolve.

O CRECI SP através da Portaria 6648/2017, regulamentou a atividade do estruturador imobiliário, trazendo assim melhores condições de atuação aos profissionais que se dedicam a essa área, visando trabalhar no sentido de dar maior proteção ao mercado de incorporação imobiliária, e fazer com que os corretores de imóveis especialistas em estruturar áreas para a construção de grandes empreendimentos imobiliários, possam ter uma previsão daquilo que será realizado e da forma de recebimento de sua remuneração.

O profissional que atua nesse segmento precisa saber o que vende, o que não vende, qual é a vocação de um terreno, qual o melhor terreno para determinado produto, a metragem necessária, a legislação com relação a planos diretores. É uma análise muito mais complexa do que, especificamente, uma compra e venda de um imóvel de terceiros.

Alguns se habituaram a operar com as incorporadoras sem a devida especialização, e comprometem o andamento dos negócios. Importante para os profissionais que buscam viabilizar e estruturar os negócios imobiliários, compartilham o conhecimento que visa não só qualificar a prestação do serviço, como também para que possam atuar nesse mercado oferecendo o melhor serviço aos seus clientes, bem como protegê-los também.

É óbvio que todos poderão atuar e oferecer seus serviços, pois o mercado é livre, mas essa especialização visa justamente fazer com que os profissionais qualificados se destaquem e sejam valorizados.

Parabéns a todos os profissionais da área, data que deve ser comemorada com muito orgulho.

2 comentários em “Artigo: Corretor de Imóveis no mercado imobiliário

  • 25/07/2020 em 07:21
    Permalink

    Meus parabéns pela matéria Cândido Barreto é um mestre na profissão e muito bem conceituado no mercado imobiliário !! Parabéns a todos os corretores de imóveis e especial ao meu : Cândido Barreto !!

    Resposta
  • 26/07/2020 em 07:04
    Permalink

    É uma profissão em extinção. Empresas já descobriram que para vender seus ativos não precisam de corretor de imóveis.
    Lançamentos imobiliários do enchem bolso do incorporador e do dono da imobiliária que exploram ao máximo o corretor, isso aconteceu por anos, resultado: não existe mais corretores no meio tampouco lançamentos nem várias cidades devido zoneamento restritivo.
    Co.pradores estão fechando com startups
    Pagando irrisórios 1 ou 2 até 3 %.
    Preciso cada vez mais pobres e endividadas, não possuem nem dinheiro para mandar o documento em plástico para corretor. A solução é um maldito app com a credencial digital.
    Destratos e população sem poder de compra. Classes médias empobrecendo.
    Num país de terceirização total do trabalho e intermitência trabalhista dentro da casa daqueles que poderiam comprar um minha casa minha vida e que agora ficam apenas em sonhos, QUAL O FUTURO DO CORRETOR DE IMOVEIS ?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.