Com menor taxa em dezembro, índice da construção civil registra alta de 18,65% em 2021

Em relação a 2020, aumentou 8,49 pontos, sendo a maior desde o ano de 2013

O Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) registrou um aumento de 18,65% no último ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registrado na última terça-feira (11). É a maior taxa anual já registrada desde 2013 e em relação a 2020, subiu 8,49 pontos.

A menor taxa mensal do Sinapi registrada em 2021 foi em dezembro, com o valor de 0,52%. No último mês do ano, o custo nacional da construção por metro quadrado ficou em R$ 1.514,52, sendo R$ 910,06 em relação aos materiais e R$ 604,46 à mão de obra. Em compensação, no mês anterior era de R$ 1.506,76.

Francisco de Oliveira Lima Filho, presidente da Habicamp

“A mão de obra aponta sinal de estabilidade, diferente da queda dos índices de parcela dos materiais, ainda sob alta procura no mercado”, destaca Francisco de Oliveira Lima Filho, presidente da Habicamp.

MÃO DE OBRA

Em relação a mão de obra, a variação se manteve estável com 0,15% em dezembro e 0,18% em novembro. Já a parcela dos materiais foi de 0,76%, com uma queda de 0,90 pontos em relação a novembro.

POR REGIÃO

Caso os números fossem regionalizados, o Norte registrou as maiores altas: 0,81%. Seguido de Nordeste (0,66%), Sudeste (0,32%), Sul (0,53%) e Centro-Oeste (0,61%).

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.