Confiança da Construção sobe 0,4 ponto em outubro

O Índice de Confiança da Construção, medido pela Fundação Getulio Vargas
(FGV), registrou alta de 0,4 ponto em outubro deste ano, na comparação com o mês anterior. Com a alta, que veio depois de um recuo de 0,5 ponto em setembro, o indicador atingiu 87,5 pontos em uma escala de zero a 200
pontos.

O resultado foi influenciado pelo Índice de Situação Atual, que mede a
confiança do empresário da construção no momento atual e que avançou 1,3 ponto. O subíndice chegou a 78,9 pontos, o maior nível desde fevereiro de 2015 (81,4), puxado pela percepção sobre a situação atual da carteira de
contratos.

Por outro lado, o Índice de Expectativas, que mede a confiança dos
empresários da construção em relação ao futuro, caiu pelo segundo mês, ao
recuar 0,5 ponto, para 96,5 pontos. O principal motivo foi a demanda
prevista nos próximos três meses.

O Nível de Utilização da Capacidade do setor cresceu 0,7 ponto percentual,
para 70,1%.

Segundo a pesquisadora da FGV Ana Maria Castelo, o resultado do índice de
confiança mostra que há uma recuperação em curso, mas ainda não há segurança no empresário em relação a sua continuidade. “Vale destacar que entre os fatores assinalados como limitadores da melhoria dos negócios, a demanda insuficiente permanece como o de maior relevância para todos os segmentos setoriais. Ou seja, o cenário de baixo crescimento do investimento responde por parte importante dessa insegurança em relação à retomada”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.