Confiança de empresários da construção atinge maior marca desde janeiro de 2014

O ICST teve aumento de 4,8 pontos e atingiu a marca de 97,7 pontos

Na  última terça-feira, (26), foi divulgado pela Fundação Getúlio Vargas, o Índice de Confiança da Construção (ICST), que teve um crescimento de 4,8 pontos em abril deste ano na comparação com o mês de março. Com a marca de 97,7 pontos, foi considerado o maior nível do indicador desde janeiro de 2014, quando atingiu 97,8. O índice vai de 0 a 200 pontos.

Já o Índice de Situação Atual, que é responsável por medir a confiança dos empresários do ramo da construção, subiu 2,4 pontos, atingindo a marca de 94,4 pontos. É o maior nível desde junho de 2014, quando foi de 95,2 pontos.

Francisco de Oliveira Lima Filho, presidente da Habicamp

“Honestamente, os índices positivos refletem, mais uma vez, a potência do mercado sólido e confiável da construção civil. Mesmo diante das circunstâncias, como a Covid-19 e, neste ano, a disputa eleitoral que acontece em novembro, ele segue em crescimento. São marcas históricas, que não eram batidas desde 2014. Sigo acreditando no segmento e em tempos melhores para o nosso país”, salienta o presidente da Habicamp, Francisco de Oliveira Lima Filho.

Outros índices

Outro índice, o de expectativa, que mede a percepção do empresário em relação ao futuro, teve um aumento de 7,1 pontos. Essa é a maior variação dentro de um mês desde julho de 2020 (8,5 pontos) e atingiu a marca de 101 pontos.

Por fim, o Nível de Utilização da Capacidade (Nuci) da Construção retrocedeu apenas 0,2 ponto percentual, indo para 75,8%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.