Cresce total de prédios com eficiência energética no Brasil

O número de construções que pleitearam a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) chegou a 88 prédios em 2018 segundo o Green Building Council Brasil (GBC Brasil). A entidade é responsável pelo processo a aponta que as requisições triplicaram em relação a 2017. A certificação é concedida às construções que atendam a critérios que estimulam a eficiência energética. Até agora o Brasil tem 533 certificações de um total de 1.345 registros.

A estatística coloca o país na quarta posição no ranking mundial de
construções certificadas LEED, à frente de 162 países e atrás apenas de
China, Índia e Canadá. Segundo a GBC Brasil, o ano passado também ficou
marcado pela diversificação do perfil de imóveis que solicitaram o registro.
Antes predominado por edificações comerciais de alto padrão, o selo passou a ser requisitado por outros perfis de edificação. Em 2018, as tipologias com
maior número de registros foram: prédios comerciais, centros de
distribuição, restaurantes, escritórios, shoppings, escolas e hospitais.

Os números do GBC Brasil, respaldados por centenas de casos de sucesso, a
relação entre custo e reduções, testemunho das lideranças, e o recente
estudo feito por pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Odilon
Costa e Wesley Silva, aponta que as construções verdes são a melhor opção de negócio no mercado imobiliário. Os dados da pesquisa mostram que o
reconhecimento de uma construção comercial como sendo sustentável, em São Paulo, promove uma valorização por metro quadrado na comercialização do aluguel de 4% a 8%.

Ainda de acordo com a GBC Brasil, o movimento de construções sustentáveis demonstrou alta resiliência durante o recente período de desafios econômicos e políticos que afetou a construção civil. Já para este ano, estima-se um crescimento de 40% comparado ao ano anterior, sendo que, em janeiro de 2019, já foram registrados 10 novos projetos. (Canal Executivo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.