Custo da construção cai para 0,30% em agosto contra 0,72% de julho

Divulgado hoje (27) no Rio de Janeiro pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV), o percentual reflete a variação
de 0,65% nos grupos de Materiais, Equipamentos e Serviços, contra variação de 0,97% da taxa de julho.
O índice da Mão de Obra não registrou variação em agosto. Foi o mesmo de julho: 0,51%. No grupo Materiais, Equipamentos e Serviços, o índice correspondente a
Materiais e Equipamentos foi de 0,73%, caindo 0,37% em relação a julho (1,11%).
Todos os quatro subgrupos componentes apresentaram decréscimo nas taxas de variação, destacando-se materiais para instalação, que caíram de 1,27% para 0,16%
A parcela relativa a Serviços recuou de 0,43% em julho para 0,33% em agosto. Segundo apurou a FGV, o índice da Mão de Obra não registrou variação. No
mês anterior, havia sido de 0,51%.
A queda do INCC-M de agosto reflete retração de preços em seis das sete capitais pesquisadas. A menor variação de preços ocorreu em Brasília, onde caiu de 0,45% para 0,15% entre um período e outro, seguida do Rio de Janeiro (de 0,51% para 0,20%) e Salvador (de 0,94% para 0,21%).
A única exceção foi Belo Horizonte, onde subiu de 0,36% para 0,51%. Em São Paulo, recuou de 0,65% para 0,28%. (IstoÉ)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.