Empregos em Campinas: saldo é positivo, mas menor do que em 2021

Contratações estão 9,6% abaixo em relação ao ano passado

foto: Tânia Rego / Agência Brasil – O primeiro semestre de 2022 fechou com um total de 10.778 vagas de empregos, número considerado 9,6% menor em comparação aos seis primeiros meses do ano passado, quando foi registrado 11.925 postos de trabalho.

De acordo com Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), entre os meses de janeiro e junho, foram 112.519 admissões e 101.741 desligamentos. Nesses meses, o segmento da construção civil foi o terceiro que mais gerou postos de trabalho, com uma média de 5,79 por dia e totalizando em 1.043 empregos.

Segundo o presidente da Habicamp, Francisco de Oliveira Lima Filho, a alta na construção civil é resultado do mercado aquecido. “A construção não parou mesmo diante da pandemia. Por isso, segue como um dos potentes pilares de geração de emprego, mesmo diante da alta nos preços de materiais”, reforça.

Francisco de Oliveira Lima Filho, presidente da Habicamp: A construção não parou mesmo diante da pandemia. Por isso, segue como um dos potentes pilares de geração de emprego, mesmo diante da alta nos preços de materiais.

Sendo assim, o Produto Interno Bruto (PIB) do setor, que representa a somatória dos serviços finais produzidos em um determinado período, finalize 2022 com crescimento maior do que 3%, índice considerado elevado em relação aos demais setores da economia. A alta prevista para o PIB nacional em 2022 é de 1,8%.

Lima Filho ainda afirma que mesmo diante da alta da inflação e taxa de juros, o segundo semestre deve manter a oferta de empregos. “Estamos em ano de eleição e copa. A economia vai ser movimentada no segundo semestre”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.