Financiamento deve ter custo estável, diz Abecip

As taxas de juros do crédito imobiliário devem permanecer estáveis no curto prazo, segundo estimativa do presidente da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), Gilberto Duarte de Abreu. “O custo do financiamento caiu de um patamar de 10% ao ano em 2017 para o piso de 8,8% neste ano”, diz.
Segundo ele, a cada corte de um ponto porcentual na taxa do financiamento, o valor da parcela paga pelos consumidores é reduzida entre 10% e 12%. Pesquisa da Abecip mostra que o preço nominal médio dos imóveis residenciais em nove capitais do País subiu 0,02% em abril, ante 0,06% de março. Em 12 meses, houve queda de 0,29%.
A entidade divulgou que os financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram a marca de R$4,11 bilhões no mês de abril. O volume representa alta de 8,1% em relação a março e de 31,2% se comparado ao mesmo período do ano passado.
No que diz respeito à locação de imóveis, o estudo mais recente do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), referente a abril, constatou queda de 1,01% em relação aos últimos 12 meses. “Tudo indica que poderá ser uma tendência”, afirma Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP. (Ibrafi)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.