Financiamento duradouro para habitação popular é desafio para Brasil, diz novo presidente da Caixa

Brasil precisa de financiamento perene para habitação e política pública consistente para equacionar o problema do déficit habitacional, disse nesta segunda-feira o presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza.

“Se temos déficit habitacional e demanda, falta a outra ponta: os recursos”, afirmou Souza durante o Summit Imobiliário 2018, em São Paulo. Segundo ele, mais de 80 por cento da demanda por habitação no país abrange famílias de baixa renda com 1 a 3 salários mínimos.

“O X da questão é encontrar ‘funding’ para habitação de interesse social. Nem governo federal, nem estadual nem municipal vão conseguir recursos que atenuem esse déficit. Então estamos enxugando gelo”, disse o presidente da Caixa.

Souza observou que o surgimento da Letra Imobiliária Garantida (LIG) deve favorecer o financiamento à habitação e ainda defendeu a importância dos instrumentos de segurança jurídica, incluindo a alienação fiduciária e o patrimônio de afetação, bem como uma parceria entre a iniciativa privada e o setor público. (DCI)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.