INCC-M tem alta de 0,34% em agosto

Usado para medir o custo da construção e utilizado para reajustar contratos
de compra e venda de imóveis, o INCC-M (Índice Nacional de Custo da
Construção do Mercado) apresentou em agosto um salto de 0,34% sobre o mês anterior. O desempenho representou uma desaceleração frente a julho
(+0,91%).

Os dados são do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV), com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência, no caso agosto. Com o desempenho, o índice da construção civil acumula incremento de 3,09% nos oito primeiros meses do ano. Já em 12 meses até agosto, a alta foi de 4,0%.

O componente referente à mão de obra foi o principal responsável pelo
desempenho do INCC-M, arrefecendo de +1,63% em julho para +0,44% em agosto. Por outro lado, o sub-índice relativo a a materiais, equipamentos e serviços ficou mais aquecido, avançando de +0,07% para +0,23%, na mesma base comparativa.

Em agosto, o indicador teve ritmo menor em 3 das 7 capitais monitoradas. As metrópoles que reportaram aceleração foram Salvador (-0,06% para +0,02%), Brasília (+0,11% para +1,21%), Belo Horizonte (+0,08% para +0,11%) e Porto Alegre (-0,03% para +1,18%).

Em ritmo inverso, o desempenho de agosto foi inferior a julho em : Recife
(+2,16% para +0,05%), Rio de Janeiro (+0,17% para +0,16%) e São Paulo
(+1,77% para +0,12.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.