Justiça suspende reintegração de posse em fazenda de Valinhos

O TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo suspendeu a reintegração de posse numa fazenda na estrada dos Jequitibás, em Valinhos. Integrantes do MST (Movimento Sem Terra) estão no local há quase 20 dias. Ainda nesta quinta-feira (3), eles haviam sido notificados para deixar a ocupação.
A ocupação tem mais de 500 famílias. Na primeira notificação, a Justiça da 1ª Comarca de Valinhos pedia a saída em até 48 horas. Porém, as famílias do MST conseguiram que o pedido de liminar em 2ª instância fosse aprovado.
As famílias reclamam de não terem sido chamadas para participar da audiência de hoje. Na decisão de 2ª instância, o juiz do TJ José Tarciso Beraldo levou em consideração a argumentação do MST de que a fazenda é improdutiva e que não há demonstração “clara e inequívoca” do exercício anterior da posse.
Além disso, a defesa alega que nos últimos sete anos não houve utilização do local, e que ele está abandonado. (A Cidade On)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.