Mercado de condomínios logísticos cresce e atinge a marca de 1,4 milhão de m²

Dados compilados pela CBRE, uma das principais consultorias internacionais especializadas no mercado de condomínios logísticos, confirmam o potencial de negócios do setor: atualmente, o Brasil conta com 1,4 milhão de m² construídos por ano, totalizando 625 galpões em todo o território nacional, um recorde na história deste segmento. De acordo com o diretor industrial e logístico da entidade na América Latina, Fernando Terra, o atual cenário começou a ser construído anos atrás,
quando o segmento teve início no Brasil. “De 2005 a 2010, foram 450 mil m²
construídos por ano. De 2011 a 2013, com a chegada de grandes companhias
internacionais ao País, esse número mais que dobrou, indo para
aproximadamente 1 milhão de m². E de 2014 a 2018, mesmo em um período de recessão econômica, o avanço não parou, chegando aos atuais 1,4 milhão de m²”, explica.

O principal protagonista neste crescimento é o estado de São Paulo, que,
sozinho, responde por mais de 50% desse total, concentrando cerca de 350
condomínios. “O estado de São Paulo é o maior mercado do País, não apenas para o segmento de galpões logísticos, mas para o setor industrial como um todo. Ao total, o Brasil possui 150 milhões de metros quadrados em plantas e unidades fabris, e somente em território paulista concentram-se 60% delas”, acrescenta Terra. Uma das líderes do mercado de condomínios logísticos no Brasil, a GLP, confirma a importância da região sudeste como um todo nos negócios. “A demanda por galpões logísticos modernos permanece concentrada na região, em especial nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, grandes centros de consumo do País. Por isso, 92% dos nossos empreendimentos estão instalados nesses locais”, diz o presidente da companhia, Mauro Dias. Em março, a GLP será expositora no maior evento dedicado aos setores logístico, de transporte de cargas e de comércio exterior da América Latina, a Intermodal South America, em São Paulo (SP), onde exibirá as últimas tendências deste mercado aos profissionais do setor. Quem também reconhece o valor da região é a Macrogalpões Rentank, vice líder na construção de armazéns estruturados lonados, que acaba de inaugurar sua sede com cerca de 10 mil m² na cidade de Porto Feliz (SP). “Hoje, o estado de São Paulo representa uma fatia bastante significativa em nossos negócios.
A nossa mudança da capital para Porto Feliz, por exemplo, revela que nossos acionistas estão atentos às novas oportunidades e que estão preparados para continuar atuando fortemente no setor”, afirma o diretor de negócios da empresa, Eduardo Gianini, que também vai expor as novidades da companhia aos profissionais que visitam a Intermodal, de 19 a 21 de março. Aliás, a participação da Macrogalpões Rentank na feira deste ano será mais que especial, pois, assim como o evento, comemora 25 anos de atuação no País.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.