Obras e empreendimentos sustentáveis são tendências do mercado imobiliário

Nos últimos anos, uma tendência tem ganhado cada vez mais espaço no mercado imobiliário: os empreendimentos com foco em sustentabilidade. Não precisamos voltar tanto no tempo para lembrarmos de um período em que o setor imobiliário era visto como um dos principais inimigos da sustentabilidade, por conta da extração de matéria-prima e pela alta quantidade de entulhos e resíduos deixados no processo de construção dos imóveis. No entanto, esse cenário já mudou bastante.

Além de proporcionar diversos benefícios ao meio ambiente, esse tipo de empreendimento também impacta positivamente, por exemplo, na diminuição de gastos com energia elétrica e água. O que melhora consideravelmente a qualidade de vida dos moradores. Para isso, os arquitetos e engenheiros têm optado por sistemas de reaproveitamento de água e uso de energia solar na iluminação dos ambientes como alguns dos itens imprescindíveis nesse estilo de construção.

Certificação LEED

O termo LEED significa Leadership in Energy and Environmental Design, o que traduzindo quer dizer “Liderança em Energia e Design Ambiental”. O selo LEED é uma certificação que estabelece os padrões e estratégias necessárias para que sejam criados edifícios sustentáveis. Atualmente, 167 países do mundo estão em busca desta certificação para suas edificações, e entre eles, o Brasil ocupa o 4° lugar. Isso mostra o quanto o mercado imobiliário brasileiro tem amadurecido e dado mais atenção à sustentabilidade como um modelo econômico de grande potencial.

Segundo dados publicados no Anuário de 2017 da GBC (Green Building Council), ONG que tem como objetivo fomentar a indústria de construção sustentável no Brasil, além de serem benéficos ao meio ambiente, os empreendimentos com a certificação LEED têm um retorno adicional se comparados aos que não têm. Os aluguéis, por exemplo, dos certificados saem na frente com o valor médio de R$ 136,54/m² contra R$ 109,18/m² dos registrados e R$ 98,41/m² dos AAA/AA/A.

Case na Amazônia

Como exemplo dessa tendência, podemos citar o empreendimento Torre Infinito, primeira torre comercial a ter a certificação LEED Silver na Amazônia, projetada pelo MB Capital Realty Group, empresa com mais de 15 anos de experiência em desenvolvimento de empreendimentos hoteleiros e imobiliários. Devido à sua construção com práticas ambientais sustentáveis, melhor aproveitamento dos recursos naturais e, consequentemente, redução dos custos operacionais, o edifício é o único empreendimento a ter o selo na Amazônia e o quarto de toda a região Norte e Nordeste.

Márcio Bellesi, presidente do MB Capital Realty Group, afirma que para ele é uma honra receber a certificação. “Ser premiado com essa certificação de elite é uma honra. Além de atender ao desafiador critério estrutural, ser reconhecido como LEED SILVER reflete um compromisso extraordinário com a conservação de recursos e uma cultura de empresa ecologicamente consciente, refletindo as diretrizes do MB Capital Realty Group.”

Marcus Tulyo, Gerente do Grupo MB, é o primeiro profissional a obter certificação LEED GA na região, e foi responsável por todo o processo da certificação. Ele ressalta a importância da confiança no desenvolvimento do projeto por todas as áreas e responsáveis do grupo: “Sem a participação e envolvimento de todos não seria possível trazer números e inovações como esta para Belém, desde a etapa mais simples até a mais complexa”, conclui.

O Torre Infinito, que tem uma área construída de 10.825,93m², é um projeto com uma infraestrutura comercial completa e de alto padrão. São 30 unidades, entre salas e lajes corporativas, distribuídas em 20 pavimentos. O empreendimento está localizado na Avenida Gentil Bittencourt, no bairro de Nazaré, em Belém, e entre suas características, destacam-se: geração de energia através de microusina de painéis solares, estímulo ao uso de transportes alternativos, manutenção da qualidade do ar em todos os ambientes, iluminação natural e um sistema de automação predial. Durante a obra, houve controle de poluição e gestão de resíduos.

Sustentabilidade como tendência

Já há algum tempo a sustentabilidade vem figurando como destaque na agenda das organizações globais. Através de estratégias voltadas para suprir as necessidades humanas sem que corramos o risco de comprometer as gerações futuras, elas pretendem além de gerar um impacto positivo no ambiente, elevar e manter a competitividade de um mercado que passou a considerar a sustentabilidade como um fator importante para o sucesso.

A atenção com a saúde do meio ambiente é um fator que vai muito além de um simples modismo, ela vem transformando o modo de produção de diversas áreas, não somente o setor imobiliário, mas também o da moda, tecnologia, alimentação e vários outros. É o que mostra o estudo que serviu como base para a elaboração do Mapa Estratégico da Indústria 2018 – 2022, documento que explana a preocupação com o uso de materiais e produtos menos poluentes nas pautas legislativas dos países. (Estadão Empresas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.