Arquitetas se unem para reutilizar restos de obras em prol de causas sociais

Dez arquitetas de Jundiaí se uniram em prol de uma causa que alia
sustentabilidade e ajuda ao próximo: é o ‘Um Tijolo por Dia’, que recicla
materiais utilizados nas obras de clientes para realizar reformas em
instituições sociais na região de Jundiaí.

“Em uma reforma o cliente pode querer trocar a pia, a janela, por exemplo.
São situações em que eles geralmente jogam os materiais fora por não ter
mais utilidade”, diz Juliana Kondrat, uma das arquitetas que integram o
projeto.

Então elas juntam esses produtos e avaliam a necessidade de instituições da
região, aliando tudo ao conhecimento de arquitetura de interiores e
decoração.

“A gente tem a capacidade de olhar a sobra e entender que aquilo é bonito e
pode ser aplicado de alguma forma interessante. Em uma das obras, por
exemplo, não havia piso igual para todo o espaço, então fizemos um trabalho de mosaico, com detalhes em pastilha”, exemplifica.

Desde que a arrecadação de restos de obras iniciou, em outubro de 2018,
Juliana diz que já foram arrecadados mais de 300 itens e mais de 300m² de
pisos e revestimentos.

E, como são 10 arquitetas, cada uma cuida de uma etapa e de projetos
específicos. Juliana, no caso, ficou responsável ao lado de outras duas
arquitetas em um projeto de melhoria de uma instituição em Campo Limpo
Paulista, a Recomeçando a Viver, que acolhe moradores de rua e os
ressocializa.

“São 50 homens e tinham apenas dois banheiros. Nós contruímos um banheiro coletivo, com três bacias, chuveiro, uma pia maior. Trocamos também as janelas dos quartos, colocamos maiores, estamos montando mais um banheiro… São mudanças pontuais, mas que significam muito para eles”, diz a arquiteta.

Outra mudança dentro da instituição foi a reforma do espaço em que alguns moradores usam para receber a família. “Além dos moradores de rua, a instituição também acolhe alguns dependentes químicos e as famílias costumam visitá-los aos finais de semana e em algumas ocasiões. Era um quiosque bem simples e nós reformulamos para que fique mais confortável”, continua.

Elas já fizeram revitalizações no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), na
recepção de uma escola e alguns outros locais. No momento, trabalham em
alguns projetos, como por exemplo a revitalização de quartos do Hospital São Vicente de Paulo.

Para o projeto, elas contam com algumas parcerias. A empreiteira FAVO
auxilia ao se deslocar até as obras, para fazer o recolhimento dos produtos.
Depois, tudo é levado ao galpão da Construarte, que fica na Avenida Nove de Julho, local de fácil acesso para todas as integrantes do projeto. No local,
o material é armazenado e catalogado. Alguns arquitetos de Jundiaí, fora do
grupo, também auxiliam na doação dos produtos.

Integram o ‘Um Tijolo Por Dia’ além de Juliana as arquitetas Lígia
carreiras, Viviane Bonini, Viviane Bernuci, Samara Tavares, Paula Cereser,
Vanessa Juliani, Alessandra Iene, Márcia Campos e Letícia Traldi. (Tribuna
de Jundiaí)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.