Carteira de crédito imobiliário da Caixa avança 3,6% no 2º trimestre

O segundo trimestre do ano foi bastante positivo no segmento de imóveis para a Caixa Econômica Federal. No encerramento do período, a carteira de crédito imobiliário atingiu a marca de a R$ 452,3 bilhões, alta de 3,6% sobre
idêntico intervalo de 2018. Desse total, 61,1% (R$ 276,2 bilhões) bilhões
foram concedidos com recursos FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Os demais 38,9% (e R$ 176,1 bilhões) foram com recursos da poupança pelo SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo).

Nos primeiros seis meses deste ano foram concedidos R$176,7 bilhões em
financiamentos, um aumento de 5,5% sobre igual etapa do ano passado. O
resultado, segundo avaliação da Caixa, demonstra a recuperação da carteira
de crédito da instituição. Somente no segundo trimestre, o banco concedeu R$ 93,5 bilhões, salto de 12,3% sobre os três meses anteriores e crescimento de 7,1% frente a um ano antes.

Em relação ao programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), no primeiro semestre foram contratados R$ 17,0 bilhões, o equivalente a 125,2 mil imóveis.

Com o desempenho, a Caixa ampliou sua liderança no mercado de crédito
imobiliário, com participação no setor de 69,0% no encerramento de junho, um incremento de 0,3 ponto percentual (pp) em relação a um ano antes.

Já a carteira de crédito ampla do banco fechou com saldo de R$ 682,4 bilhões em junho de 2019, leve recuo de 1,9% em 12 meses. A performance foi influenciada pela redução de 7,9% na carteira comercial de pessoa física
(PF) e de 30,7 % para pessoa jurídica (PJ). O saldo total da carteira é
parcialmente compensado pelos aumentos de 3,6% e 1,2% nas carteiras
habitacional e de infraestrutura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.