Comércio aberto e flexibilização no horário de funcionamento são algumas das exigências dos comerciantes

O governo João Doria se reuniu com representes do comércio, que pediram abertura e flexibilização no horário de funcionamento do comércio. O objetivo é apresentar propostas para minimizar os graves impactos da crise econômica, gerada pela pandemia do Covid-19, e pelas medidas restritivas impostas para conter a propagação do vírus. De acordo com o Presidente da Habicamp, Francisco Lima Filho, os comerciantes estão preocupados com a situação instável do estado e as ações do Plano São Paulo, que visa conter o avanço da pandemia. “O que os comerciantes querem é um planejamento para que ocorra maior estabilidade nas regras do Plano. Como a situação está fora de controle, o comércio hora abre e hora fecha, e acaba prejudicando economicamente a população. Por isso, eles querem uma tática mais organizada”, conta Lima Filho.

Outra medida importante para os comerciantes está relacionada ao horário de funcionamento definido pelo Plano São Paulo. A proposta é para a criação de microrregiões dentro do plano de retomada. “Eles pedem que, em vez de reduzir, o horário de funcionamento seja ampliado. Assim, diferente do que ocorreu na Páscoa, os Dias das Mães pode ser uma data sem aglomeração nos supermercados, o que deve tornar a vida dos comerciantes e clientes mais fácil”, finaliza o Presidente da Habicamp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.