Estradas da região têm boas notas

A 22ª Pesquisa CNT Rodovias mostrou que as rodovias que cortam a região de Campinas apresentam condições boas em relação a maioria da malha rodoviária do Brasil. Entre as rodovias analisadas estão a SP-075 (Rodovia Santos Dumont), SP-304 (Rodovia Luiz de Queiroz), SP-340 (Rodovia dos
Bandeirantes), SP-330 (Rodovia Anhanguera) e SP-065 (Rodovia Dom Pedro I) receberam avaliações positivas.

No quesito pavimento e sinalização todas ficaram entre bom e ótimo. Apenas em geometria a SP137, SP-304 receberam nota regular – nessa avaliação entram características como falta de acostamento, dispositivos de proteção, faixas adicionais, entre outros.

No Brasil, o cenário é bem diferente. No total, 44,7% da malha viária
apresenta problema de sinalização, segundo a pesquisa. Ao todo, 57% possuem resultados regulares, ruins ou péssimos. Os piores resultados são dos estados do Amapá, Pará e Amazonas – todos na Região Norte. De acordo com o presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), seriam necessários R$ 48 bilhões para reparar essas rodovias. “Isso é sete vezes mais do que o orçado pelo governo federal para todas as obras em transporte rodoviário em 2018”, explica. Segundo a pesquisa, a sinalização correta na malha viária reduziria em até 21,5% o número mortes causadas por acidentes. (Metro Campinas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.