Fila por moradia em Campinas tem 41,3 mil inscritos, diz Cohab; renda média é de R$ 1,5 mil

Campinas tem 41.366 pessoas inscritas na fila de espera por moradias,
segundo dados divulgados, nesta quinta-feira (28), pela Companhia de
Habitação Popular (Cohab) à EPTV, afiliada da TV Globo.

O levantamento aponta ainda 13.653 inscritos na faixa etária que vai dos 30
aos 40 anos.

Também foram divulgados dados sobre a renda média das famílias sem casa própria. De acordo com os dados, o valor médio é de R$ 1.505,21.

Décadas na fila

A diarista Dionízia Ferreira Brito, de 58 anos, é uma das pessoas na fila
por uma casa própria em Campinas. Segundo ela, são 23 anos na esperança de um dia ter uma residência própria.

“A gente precisa, não tem como pagar aluguel. Eu não pago aluguel porque
aqui [casa onde mora] é do meu irmão e da filha”, disse ela. Na casa onde
mora são cinco pessoas, mas o imóvel não comporta duas famílias.

A professora aposentada Sueli Aparecida Moronta, de 62 anos, entrou no
cadastro de inscrição da Cohab em 1989.

“O meu sonho é ter uma casa própria para ter uma estabilidade”, disse ela.

Ela conta ter sido chamada para ver três imóveis em situação de dívida por
parte dos antigos proprietários. E, segundo ela, não foi possível fechar
negócio porque os valores necessários para quitar a dívida estavam fora do
orçamento dela.

“Não me interessou porque eu não vou pagar dívida dos outros”, completa a
professora aposentada.

Hoje, o ideal para ela seria uma casa de um quarto com valor mensal de R$
500.

Onde eles moram?

Pelos dados da Cohab, o Cidade Satélite Íris é o bairro que concentra o
maior número de inscritos, com 1.069 pessoas, seguido do Jardim Novo Campos Elíseos, com 904.

Fila de espera nos bairros

Cidade Satélite Íris 1.069 pessoas

Jardim Novo Campos Elíseos 904 pessoas

Jardim Santa Lúcia 681 pessoas

Jardim Campos Elíseos 639

Conjunto Habitacional Padre Anchieta 621 pessoas

Parque Residencial Vila União 621 pessoas

O que diz a Cohab

O secretário de Habitação e presidente da Cohab Campinas, Vinícius Riverte, afirmou que para o município zerar a fila de 41.366 pessoas por uma casa própria, serão necessários recursos do governo federal.

Porém, segundo Riverte, desde o ano passado a companhia deu início ao
processo de recadastramento. Ainda segundo ele, por meio dos dados, eles têm orientado os responsáveis pelos cadastros a procurarem adquirir um imóvel por meio dos programas habitacionais, que garantem subsídios. “Neste caso, ele teria que comprar o apartamento”, finaliza o secretário. (G1 Campinas)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.