IGP-M registra aumento de 1,83% em fevereiro, índice acumula alta de 3,68% no ano

Números são divulgados mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV); outros índices foram divulgados

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que é divulgado mensalmente, subiu 1,83% em fevereiro, ante 1,82% no mês anterior. Com este resultado, o índice acumula alta 3,68% no ano e de 16,12% em 12 meses. Em fevereiro de 2021, ele havia subido 2,53% e acumulava alta de 28,94% em 12 meses.

“A inflação ao produtor fechou o mês de fevereiro sob influência dos preços de grandes commodities, como soja (de 4,05% para 8,91%), milho (de 5,64% para 7,92%) e combustíveis, com destaque especial para o óleo Diesel (de 2,30% para 5,53%). A contribuição desses três itens respondeu por 45% da taxa apurada pelo IPA”, afirma André Braz, Coordenador dos Índices de Preços.

“Acompanhar a evolução dos índices é essencial para compreender o mercado e tomar as decisões corretas. Afinal, são através deles que conseguimos tomar as decisões mais acertadas e racionais para a sociedade”; afirma o presidente da Habicamp, Francisco Lima Filha.

Outros índices

Também foram revelados outros dois índices, o índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPA), teve aumento de 2,36% em fevereiro, ante 2,30% em janeiro. A taxa do grupo Bens Finais aumentou em 1,21% em fevereiro, no mês de janeiro a taxa foi de 0,75%.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), teve variação de 0,33% em fevereiro, ante 0,42 em janeiro. Sua taxa de variação é ligada às classes de despesas, e cinco das oito registraram decréscimo em sua taxa de variação.

Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) variou 0,48% em fevereiro, ante 0,64% em janeiro. Dois dos três grupos componentes do INCC registraram variações positivas: Serviços e Mão de obra.

Como é calculado?

O cálculo do IGP-M, da mesma maneira como os outros índices, leva em conta a variação de preços de bens e serviços, bem como de matérias-primas utilizadas na produção agrícola, industrial e construção civil. Ou seja, o resultado do IGP-M é a média aritmética ponderada da inflação ao produtor (IPA), consumidor (IPC) e construção civil (INCC).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.