Mercado de Arquitetura e Urbanismo cresce 5% no primeiro semestre de 2018

Excelente notícia para os arquitetos e urbanistas: o mercado de atividades
realizadas por esses profissionais está crescendo em um ritmo cada vez mais
acelerado. Nos primeiros seis meses de 2018, foram realizadas 5% mais
serviços de Arquitetura e Urbanismo em comparação ao mesmo período do ano
passado – totalizando 734.000 atividades. Considerando-se apenas o mercado
de reformas, esse crescimento foi três vezes maior: 15%. “O trabalho da
construção civil precisa ser para toda a população, e não apenas para os
segmentos mais privilegiados da sociedade. Com isso, mais arquitetos têm
atuado nesse campo, tanto por orientação do Conselho quanto por incentivos
governamentais”, afirma o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães. De
acordo com o Anuário de Arquitetura e Urbanismo, o ano de 2017 já havia
registrado um crescimento de 2,5% nas atividades do setor, após uma queda de
10% em 2016. Agora, as informações do primeiro semestre mostram que essa
retomada do crescimento acontece em uma velocidade cada vez maior, e após
uma série de iniciativas do CAU/BR para conscientizar a população brasileira
sobre a necessidade da contratação de arquitetos e urbanistas em obras de
reforma ou construção, com as principais vantagens de se contratar
arquitetos e urbanistas: economia, segurança, planejamento, conforto,
valorização do imóvel. Em abril e maio, o CAU/BR lançou o programa
Arquitetura para a Vida, veiculado às segundas quarta e sextas na Rádio CBN.
O programa alcançou 242.000 pessoas por dia, em 29 emissoras de rádio em 20
estados brasileiros (Antes disso, em dezembro e
janeiro, o CAU/BR promoveu a campanha “Cinco Razões para Contratar um
Arquiteto e Urbanista”, com veiculações em TV, Imprensa, Rádio e Internet,
alcançando mais de 122 milhões de pessoas em todo o país.

Ainda neste ano o CAU/BR fará novos programas de rádio e filmes para a TV,
tornando os serviços de Arquitetura e Urbanismo cada vez mais acessíveis à
crescimento acontece em quase todo o Brasil. Em São Paulo, estado que
responde por um quarto do mercado, o aumento nas atividades foi de
impressionantes 12% – uma diferença de 20.000 atividades a mais em relação
aos primeiros seis meses de 2017. Das 27 unidades da federação, 25
registraram crescimento, oito delas com taxas acima de 10%. Os estados que
registraram maior crescimento foram Acre (32%), Sergipe (26%) e Rondônia
(24%). Os estados onde houve maior aumento da demanda foram: Acre (32%),
Sergipe (26%), Rondônia (24%), Distrito Federal (13%) e Pernambuco (12,5%).
Projetos e execuções de reformas são o segmento que mais cresce: 15% a mais
no primeiro semestre de 2018. Trata-se de uma tendência clara, com
crescimento de 4% em 2016 e 13% em 2017. Nesta área de reformas, 25 unidades
da federação apresentaram crescimento superior a 10%. Em Minas Gerais,
quinto maior mercado de Arquitetura e Urbanismo do país, esse crescimento
foi de 27,5%. Uma das razões é a Norma de Reformas da ABNT, publicada em
2014 e que obriga moradores de condomínios a apresentarem laudo técnico
assinado por engenheiro ou arquiteto e urbanista e autorização expressa do
proprietário antes de começar qualquer obra. Os números de atividades de
Arquitetura e Urbanismo são compilados pelo CAU/BR a partir das informações
dos Registros de Responsabilidade Técnica (RRT) emitidos pelos arquitetos e
urbanistas. O RRT é o documento que comprova que projetos, obras ou serviços
técnicos de Arquitetura e Urbanismo possuem um responsável devidamente
habilitado e com situação regular perante o Conselho para realizar tais
atividades, compondo o acervo técnico do arquiteto e urbanista. Os números
acima não se referem a RRT emitidos, mas a atividades, já que um RRT pode
conter mais de uma atividade registrada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.