Projeto habitacional prevê 1,6 mil unidades para Indaiatuba

Um novo projeto habitacional está previsto para Indaiatuba, fruto da
parceria entre a Prefeitura e o governo federal, por meio do Programa Minha
Casa Minha Vida (MCMV). O terreno destinado às mais de 1,6 mil unidades
pertence ao Município e fica ao lado do Conjunto Habitacional Veredas da
Conquista, no bairro Mato Dentro.

Por meio da assessoria de imprensa, a Prefeitura informa que o projeto está
sendo concluído e será aberto edital de chamamento público para parceria de
construtoras indicadas pela Caixa Econômica Federal (CEF).

Os imóveis serão para pessoas das faixas 1,5 e 2 do MCMV, e o projeto inclui
a construção de condomínios, com casas sobrepostas e entradas independentes,
além de piscina, salão de festa e estrutura de segurança.

Serão contempladas famílias cadastradas na Secretaria de Habitação que
atendam aos critérios estabelecidos pelo programa federal e pela lei
municipal 6.812/17. A faixa 1,5 é para famílias com renda mensal de até R$
2,6 mil; já a faixa 2, até R$ 4 mil por mês.

A entrega das chaves está prevista para o final de 2020, todavia, os
interessados podem fazer o cadastro na Habitação. As inscrições estão
abertas e não há necessidade de agendar horário. Basta o munícipe se dirigir
até a Secretaria, de segunda a sexta feira, das 8h às 17h. A relação de
documentos necessários para o cadastro está disponível no site
www.indaiatuba.sp.gov.br/habitacao/cadastramento-habitacional/ .

A pasta informa ainda que o cadastramento habitacional está ativo, tanto
para cadastros novos, como para atualização, que deve ser efetuada a cada
seis meses para que os cadastrados estejam aptos para participar.

O Projeto habitacional será construído por meio de parcerias também com a
iniciativa privada, além do governo federal. Quanto ao Fundo Municipal da
Habitação, a secretaria revela que conta com R$ 36.107.263,74.

Caso todas as unidades sejam preenchidas, o déficit habitacional de
Indaiatuba deverá cair cerca de 20%. Atualmente, entre 7 a 8 mil pessoas
apresentam condições de adquirir a casa própria na cidade. (Tribuna de
Indaiá)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.