Queda nos juros pode estimular indústria da construção e ajudar na criação de empregos

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou nesta quarta-feira (5) a redução da taxa básica de juros de 4,5% para 4,25% ao ano, o menor percentual desde 1999, quando entrou em vigor o regime de metas para a inflação.
Segundo o economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Emilio Alfieri, o Banco Central agiu corretamente. “O BC é a entidade que mais tem conhecimento do mercado, até mais do que as próprias empresas. Então, ninguém melhor do que ele para sinalizar que está na hora de aquecer a economia e estimular os financiamentos”, diz.
É uma medida acertada porque o Banco Central verificou os dados da indústria – conforme mostraram os números do IBGE divulgados na terça-feira (4) – e entendeu que a redução na Selic poderia estimular, principalmente, a indústria da construção”, explica Alfieri, se referindo à queda de 1,1% na produção industrial em 2019, comparado ao ano anterior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.