Reajuste da Selic impacta positivamente mercado imobiliário

O reajuste da Selic, que ocorreu na última reunião do Copom, em 16 de junho, levou a taxa básica a 4,25% ao ano. De acordo com o Presidente da Habicamp, Francisco de Oliveira Lima Filho, o cenário é de otimismo, pois a perspectiva era que a Selic disparasse, porém ela se manteve em um patamar estável. “Quando comparado aos anos de 2015 e 2016, em que a taxa básica de juros chegou a 14,25%, os números atuais trazem maior positividade para o mercado imobiliário, já que esse ajuste de juros é pequeno perto do que a gente tem como linhas do crédito imobiliário”, conta Lima Filho.

Reajuste da Selic
Francisco de Oliveira Lima Filho

 

Além disso, o Presidente da Habicamp ainda conta que a alta coincide com o anúncio da Caixa Econômica Federal, que informou sobre a concessão de crédito imobiliário. De acordo com a nota, este cresceu 41,4% entre janeiro e maio deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. “Conforme os dados divulgados pela Caixa, foram 240,6 mil novos contrato, o que significa R$ 52,4 bilhões concedidos. Além disso, é importante lembrar que em fevereiro, a instituição financeira anunciou nova modalidade de financiamento corrigido pelo rendimento da poupança, que está disponível desde março e a contratação da linha de crédito pode ser feita para compra de imóveis novos e usados, construção e reforma.

Reajuste da Selic

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.