Rede Provectum cresce 200% em três anos

Há três anos, com um perfil inovador, nascia a Rede Provectum Imóveis, um
grupo de imobiliárias que atua em toda a região de forma integrada. No
primeiro ano, a Rede contava com 10 imobiliárias próprias e uma credenciada,
mas com este novo modelo, esse número cresceu rapidamente e fechou o
primeiro semestre de 2018 com 28 unidades, se tornando a maior rede de
imobiliárias de Campinas e região, mais que dobrando o volume de negócios
fechados.
“Há três anos eram cerca de 90 negócios fechados por mês, hoje já
ultrapassamos a média de 200 e esperamos chegar ao final deste ano com 300”,
conta o fundador e diretor geral, Luiz Bueno. O objetivo era unir 100% do
banco de dados de todas as unidades parceiras e, dessa forma, ampliar as
opções e permitir novas possibilidades de negócios, otimizando o atendimento
ao cliente.
Segundo ele, a cada mês, novos parceiros chegam para fazer parte grupo,
ampliando ainda mais a área de atuação, que hoje, além de Campinas, já
abrange as cidades de Vinhedo, Valinhos, Paulínia e Sorocaba. O principal
atrativo é o banco de imóveis, com 25 mil opções, sendo 5 mil no exterior, e
a infraestrutura que oferece apoio jurídico e treinamento de novos
corretores.
Para Luiz Bueno a fase ruim da economia, que fez o setor patinar nos últimos
quatro anos, já passou. Os números do mercado comprovam a retomada do setor,
com sucessivas quedas da taxa de juros, redução dos estoques, novas
previsões de lançamentos para os próximos meses e mais recentemente,
mudanças nas regras de financiamento imobiliário, que já estão influenciando
na decisão daquele consumidor que estava receoso.
“Desde o final do ano passado estamos sentindo uma recuperação do mercado,
com o aumento do volume de negócios em todas as nossas unidades. Por isso,
lançamos no primeiro semestre um curso de capacitação de novos corretores
para preencher cerca de 100 vagas, 65 profissionais já foram contratados e
estamos prevendo, pelo menos, mais 30 até o final do ano. Estamos nos
preparando para uma alta na demanda que estava acumulada e deve ressurgir
com força nos próximos meses”, garante o diretor geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.