SP prevê mais de 7 mil moradias, mas apenas 186 na RMC

O governo de São Paulo anunciou a concorrência para sortear 25 lotes de obras para selecionar as empresas que serão responsáveis pela construção de novas unidades habitacionais em todo o estado. Ao todo serão 7.278 novas moradias dentro do programa Nossa Casa-CDHU. Deste total, apenas 186 unidades serão erguidas na Região Metropolitana de Campinas, sendo todas elas em Amparo. O Programa Nossa Casa-CDHU é uma parceria com a CAIXA e, no total, vai construir em sua primeira etapa 11 mil moradias em 114 municípios.

As unidades serão edificadas em terrenos viabilizados pelos municípios e realizadas com recursos da Caixa Econômica Federal e da Secretaria da Habitação, por intermédio da Agência Casa Paulista, que também concederá subsídios de até R$ 40 mil, conforme a renda das famílias, que deve variar entre 1,5 e 5 salários mínimos. O secretário estadual de habitação, Flávio Amary, disse que essa etapa do Programa Nossa Casa-CDHU priorizou aqueles projetos que já estavam encaminhados e que por algum motivo burocrático ou financeiro ainda não haviam saído do papel. Dentro desta proposta, Amparo era a única cidade da RMC que reunia condições de ser beneficiada. “Como a gente tinha alguns projetos que estavam mais adiantados, nós fizemos a seleção dos primeiros 76 municípios. O objetivo foi adequar os projetos que estavam dentro da estrutura da CDHU, com terrenos definidos, projetos executados e com falta de recursos para executar todos eles”, explicou.

Antes de iniciar as obras, as empresas deverão passar por aprovação nos critérios da CAIXA. A seleção dos beneficiários será feita pelas prefeituras, com apoio da CDHU.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.