Subsídio para financiamento de imóveis do Programa Casa Verde Amarela aumentará em até 21,4%

Os percentuais variam de 12,5% a 21,4% de acordo com a região, renda familiar e tamanho da população

foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil – O Programa Casa Verde Amarela do governo federal para financiamento de imóveis, voltado a famílias de baixa renda, será ampliado em percentuais que variam de 12,5% a 21,4%, de acordo com a região, renda familiar e população do município.

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) prevê com o aumento do subsídio a contratação de 400 mil unidades ao longo de todo ano. Além disso, a pasta tem como objetivo, facilitar a aquisição da casa própria e ampliar o número de moradias entregues.

A medida entra em vigor no início de junho e vale até 31 de dezembro de 2022. Em 2021, cerca de 350 mil famílias se beneficiaram do programa, por meio de financiamento

empregabilidade após graduação
Francisco de Oliveira Lima Filho

com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

 

Segundo o ministério a alteração no subsídio deve ser implementada pela Caixa Econômica Federal, principal agente financeiro. E que a medida “não implicará mudanças no orçamento de descontos aprovado pelo Conselho Curador do FGTS, correspondente a R$8,5 bilhões em 2022”, diz o órgão em nota.

Para Francisco de Oliveira Lima Filho, presidente da Habicamp, o aumento do percentual para o financiamento no programa do governo federal é uma maneira de incentivar o mercado imobiliário e ajudar famílias de baixa renda a realizarem o sonho da casa própria. “O mercado imobiliário é afetado direto ou indiretamente quando há qualquer incentivo governamental, nesse caso é uma medida positiva, tanto para o setor da construção civil quanto para a população, que é beneficiada com o aumento do subsídio”, reforça Lima Filho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.