Vendas de imóveis sobem 46% no 1º semestre de 2021

Combinação de custo de produção elevado, demanda em alta e novos lançamentos abaixo das vendas tende a pressionar valor dos imóveis para cima, segundo CBIC

 

O número de apartamentos novos vendidos no 1º semestre de 2021 subiu e alcançou 127.522 unidades residenciais, tendo o aumento de 46,1% maior que o verificado no mesmo período do ano passado.

Segundo estudos de Indicadores Imobiliários Nacionais realizados desde 2016 pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Senai e Brain Inteligência Estratégica, a alta das vendas no segundo trimestre deste ano foi de 7,2% em relação ao primeiro e 60,7% em relação ao segundo trimestre de 2021. Segundo dados apresentados pela CBIC, o número das unidades residenciais lançadas vinha acima do número de unidades que foram vendidas desde 2017.

A diretoria da CBIC comenta que isso é o resultado das taxas de juros ainda convidativas dos financiamentos de imóveis na faixa de 8% ao ano, para as pessoas físicas. Ainda no índice de aumento, os lançamentos de novas unidades tiveram alta: foram 100.184 apartamentos lançados no primeiro semestre, representando um crescimento de 57,2% em relação ao mesmo período do ano passado. No segundo trimestre do ano a alta foi de 51,3%, comparado ao primeiro. O norte e nordeste tiveram o maior índice de concentração, com aumento de 162,9% e 127,5% nos lançamentos no segundo trimestre.

De acordo com Francisco de Oveira Lima, presidente da Habicamp, o mercado deve prevalecer aquecido. “Esse é um reflexo de um novo consumidor, que se intensificou no cenário pós-pandemia, e tem a moradia como prioridade”, explica. Segundo o presidente, a pandemia reforçou a necessidade de conforto e lazer mais próximos e disponíveis para os moradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.