Aumenta a procura por imóveis no interior de SP

De acordo com o CRECI, a busca por tranquilidade, as aulas online e o home office são os fatores que influenciam decisão

empregabilidade após graduação
Francisco de Oliveira Lima Filho

O cenário de pandemia de Covid-19 trouxe mudanças para todos os setores, inclusive para o imobiliário.

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CRECI-SP), que envolveu 908 imobiliárias em 37 cidades de todo o estado, o interior de SP apresentou alta de 12,86% na quantidade de casas e apartamentos alugados entre os meses de abril e maio.

Ainda segundo o levantamento, o aumento foi de 20,37% desde o início do ano em todo o estado. O presidente da Associação da Habitação de Campinas, Habicamp, Francisco Lima, aposta no aquecimento do mercado do interior e analisa o comportamento dos moradores como uma forma de buscar tranquilidade.

“Com o distanciamento social, o sistema home office e as crianças em aula online, a casa passou a ser prioridade. As pessoas buscam espaços mais amplos, confortáveis e que permitam ter contato com a natureza, características que são mais comuns em cidade do interior”, explica o presidente.

Além disso, Lima Filho afirma que o custo benefício é um fator decisivo na troca de um imóvel na capital por um no interior. “A distância do trabalho não é mais uma prioridade. O mercado percebeu que a troca de um imóvel pequeno no centro de uma grande cidade por um espaço maior e mais barato no interior pode trazer muitos benefícios à família”, conta Lima Filho.

As migrações, de acordo com o presidente, devem prevalecer em alta, já que a pandemia dura mais do que se imaginava no início e ainda não tem previsão para acabar. “Muitas empresas vão adotar o sistema home office ou alternado após o término da pandemia de coronavírus, o que indica que essa mentalidade de buscar um imóvel mais afastado, porém maior, permaneça”, finaliza  o presidente da Habicamp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.