Caso Mansões Santo Antonio: Prefeitura fará investigação detalhada

A Prefeitura de Campinas homologou nesta terça-feira, 25 de setembro, a
licitação na modalidade concorrência para contratação em favor da empresa CMA Ambiental Ltda para elaboração de Investigação Ambiental Detalhada
Complementar, Avaliação de Risco à Saúde Humana e Plano de Intervenção no bairro Mansões Santo Antônio. O contrato e a Ordem de Serviço para
início dos trabalhos devem ocorrer no próximo mês de outubro, quando começa a correr o prazo de 20 meses para a conclusão dos estudos. O serviço está
orçado em R$ 1.644.732,00 e será pago com recursos do Fundo de Recuperação, Manutenção e Preservação do Meio Ambiente (Proamb).

Esta é a quarta etapa do plano de intervenção da Prefeitura na área. Em 2013, o prefeito Jonas Donizette estabeleceu o assunto como prioritário
e, no início de 2014, teve início a primeira fase do projeto de intervenção, em que foram realizados os trabalhos de avaliação do nível de contaminação
do lençol freático e do solo na região do loteamento Mansões Santo Antônio. Na sequência, em 2014, a Prefeitura determinou a implantação e funcionamento
do Sistema de Extração de Gases (em operação até hoje); e, em 2015, promoveu a revisão do decreto que estabelece as diretrizes, procedimentos e
restrições para a área em razão da contaminação do solo e da água subterrânea.

“Esta é a única das 10 maiores áreas contaminadas do estado de São Paulo com o passivo ambiental sendo enfrentado. A solução que a Prefeitura de
Campinas está dando ao caso é inédita no Brasil”, disse o secretário do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SVDS), Rogério Menezes.

De acordo com o secretário, quando a investigação detalhada estiver concluída, em junho de 2020, a Prefeitura deverá se reunir com a Associação
dos Proprietários Mansões Santo Antônio e empresas do ramo imobiliário e da construção civil para que procedam à remediação da área. “É uma área
nobre da cidade, com grande potencial de desenvolvimento econômico, que está sendo destravada para investimentos”, afirma o secretário, reiterando que a
contaminação do Mansões Santo Antônio transcende os problemas das famílias residentes na área e no entorno. (Prefeitura de Campinas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.