Hortolândia firma parceria com Alemanha em projeto de sustentabilidade

Hortolândia é o único município paulista a participar do Projeto ANDUS (Apoio à Agenda Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável no Brasil), de cooperação técnica Brasil-Alemanha na área da sustentabilidade. A iniciativa, que envolve a Prefeitura de Hortolândia, é do Governo Federal, por meio do MCDI (Ministério das Cidades), em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e a Agência Alemã de Cooperação Técnica Internacional, a GIZ GmbH (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit). Na tarde desta quinta-feira (13/12), o prefeito Angelo Perugini firmou parceria de cooperação técnica internacional, durante evento de “Lançamento das Parcerias do Projeto ANDUS”, em Brasília. O secretário de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, Carlos Alberto Prataviera Júnior, acompanhou o prefeito.

A parceria proporcionará ao município transferência tecnológica, capacitação de servidores e ferramentas para a implementação do Plano Diretor, de modo a tornar Hortolândia cidade modelo de sustentabilidade, em sintonia com a Agenda 2030 e os ODSs (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas), de acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica. Apenas seis municípios brasileiros participarão do projeto-piloto. “Esse projeto ambiental, junto com a Alemanha e o governo brasileiro, pode fazer de Hortolândia um modelo de cidade de recuperação ambiental para o mundo. É esse o nosso objetivo: mostrar que uma cidade que, no passado, foi degradada pela ocupação urbana pode voltar atrás, recuar e recuperar. Nosso sonho neste projeto é fazer isso: servir de modelo. Nós podemos. O Brasil não precisa degradar, não precisa destruir para ter qualidade de vida, para o ser humano poder viver bem e ter uma condição social digna. Isso nós temos que fazer”, afirma Perugini sobre o projeto.

O prefeito afirma que o cuidado com a recuperação do meio ambiente está entre as prioridades de sua gestão. “Agora, a Administração Pública está olhando com muita atenção nessa questão da preservação ambiental, da recuperação das áreas verdes, da água do município. Nós já temos praticamente 100% de esgoto coletado e tratado. Está na hora de a gente segurar esta água dentro da cidade, de fazer um programa habitacional de modo que estas famílias desocupem as áreas que hoje são de preservação e a gente retome um projeto de olhar de longo tempo para a cidade. Por isso essa parceria é muito importante”, explica. (Panorama de Negócios)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.