Região de Campinas tem três empreendimentos com certificação de construções sustentáveis

Lançado no mês de setembro, na Califórnia (EUA), o World Green Building é
declaração assinada por seus 38 signatários, entre empresas, estados e
cidades de várias partes do mundo, que simboliza o início de um grande
movimento para as construções sustentáveis. No documento, os participantes
comprometeram-se a elaborar políticas de planejamento e execução, que
exigirão dos novos empreendimentos construídos a operar com emissão zero de
gás carbono (Co2) até 2030. Em um segundo momento, todas as construções,
sejam elas novas ou em uso, a operarem sem emissões de Co2 até 2050.

Em todo o processo, os signatários se comprometem a avaliar seu uso atual de
energia e emissões associadas em suas ações. Outro ponto será identificar
oportunidades para reduzir o desperdício de energia e melhorar a eficiência
energética, bem como alimentar seus edifícios a partir de fontes de energia
renováveis. Por fim, os envolvidos terão de informar em relatórios
periódicos, sobre o progresso em relação aos objetivos de descarbonização.

A região de Campinas conta com três empreendimentos inseridos neste programa
mundial: O Montage Botafogo Empreendimentos, na cidade de Campinas, a Casa
do Futuro, localizada em Atibaia, e a Casa Mão Verde, em Piracicaba.
No Brasil, apesar da ausência de esforços na assinatura dos Compromissos por
parte dos entes públicos, o Green Building Council Brasil destaca a
liderança da iniciativa privada e profissionais do setor. Lançado em agosto
de 2017, a certificação verifica as ações para maximizar a eficiência
energética, a geração de energia renovável no local ou remoto (on-site ou
off-site), equilibrando consumo e produção durante 12 meses de operação da
edificação. Ainda, permite-se a compra de Certificados de Energia Renovável
(REC), que comprovam a natureza da energia que a edificação utiliza, para
até

5% deste consumo.

A Certificação Zero Energy Building é uma ferramenta que se aplica em todo o
território nacional já considerando todas às variáveis regionais. Apresenta
critérios específicos e definidos, garante a viabilidade técnica e
financeira, além da transparência na avaliação, a partir de indicadores
claros e de auditoria externa. Até o momento, o Brasil possui 18 projetos
registrados nesta categoria. (Da Comunicação Estratégica Campinas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.