RMC registra alta de desemprego

RMC registra alta de desemprego
Francisco de Oliveira Lima Filho

De acordo com um levantamento realizado pela Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), registrou que o número de desempregados aumentou em 25,81% na Região Metropolitana de Campinas (RMC) no primeiro semestre deste ano, se comparado com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o presidente da Habicamp, Francisco de Oliveira Lima Filho, Campinas acompanha a realidade nacional, com maior número de desempregados como consequência da crise causada pela pandemia. “Ao analisar esses dados, podemos conferir que nos primeiros cinco meses do ano, foram fechados 32.620 postos de trabalho na RMC. Isso é bastante preocupante para o reaquecimento da economia local que é necessária”, explica.

Construção civil em contrapartida

O presidente da Habicamp chama a atenção para o crescimento significativo da Construção Civil na cidade de Campinas. “Porém, temos dados positivos nesse setor. Além de termos os lares como prioridade durante esse momento, a continua taxa de juros baixa, a retomada das obras nesta fase de isolamento e a decisão da Prefeitura de Campinas em estender a carência do pagamento da Outorga Onerosa faz com que tenhamos uma boa perspectiva para os próximos meses”, explica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.