Inteligência emocional e empreendedorismo vanguardista

Inteligência emocional
Welton Nahas Curi

Neste artigo, o arquiteto Welton Nahas Curi, vice-presidente da Construção Civil da Habicamp, fala sobre as mudanças no mercado de trabalho de acordo com a Inteligência emocional e o empreendedorismo vanguardista. Leia mais abaixo!

Inteligência emocional

Interessante notarmos que as relações humanas e suas ações sociais influenciam diretamente o processo produtivo. Impossível separar o racional do emocional. Por causa disto os estudos de capacitação empresarial têm investido muito na capacidade cognitiva dos indivíduos, como QI – Quociente Intelectual e o QE – Quociente Emocional, mas também o QM – Quociente Moral (Espiritual). O equilíbrio nestas áreas é a fonte da estabilidade nas empresas.

Neste período do crescimento da Inteligência Artificial, se torna imprescindível o desenvolvimento da Inteligência Emocional para produzir serenidade e equilíbrio no dia a dia.

Empreendedorismo vanguardista

O mundo empresarial tem se reinventado sempre com uma nova palavra de ordem nestas últimas décadas através de inúmeros modismos desde a “Reengenharia” até a mais atual “Accountability”.

Buscando em minha memória, consigo lembrar as seguintes ondas: Reengenharia, Proatividade, os 5 “S”, Motivação, Coaching, Resiliência, Sustentabilidade, Responsabilidade Social e mais recentemente Accountability.

Todos estes processos buscam em sua última análise, a melhoria da produtividade e o aumento das vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.