Projeto de nova Santa Casa de Campinas prevê investimento de R$ 500 milhões

Complexo terá torre residencial, shopping Center e uma área verde de 7500m²

Em novembro de 2021, um grupo de investidores demonstrou interesse em realizar um empreendimento imobiliário comercial e residencial em conjunto com o Hospital Irmãos Penteado e a Santa Casa de Misericórdia de Campinas, visando a revitalização do hospital que é localizado em um sítio considerado patrimônio histórico. O grupo se reuniu com o prefeito de Campinas, Dário Saadi, para retomar o projeto que estava no papel desde 2009.

O investimento previsto para a realização de todo projeto é de R$500 milhões e está mais palpável do que nunca, segundo o grupo.

Francisco de Oliveira Lima Filho, presidente da Habicamp

“A Habicamp parabeniza e celebra o início desse projeto. Sem dúvida é um investimento significativo para a cidade de Campinas”, ressalta o presidente da Habicamp, Francisco Lima Filho.

O Projeto – nova Santa Casa de Campinas

Caso o complexo seja, de fato, construído após 13 anos do projeto inicial, a ideia é triplicar a capacidade de atendimento da Santa Casa. Haverá um novo prédio destinado exclusivamente a atividades do ramo hospitalar. Sobre os investidores, tratam-se de Fernando Aoad, da Fact Invest; Jorge Felipe Lemann e Carolina Burg, da JFL; e Max Lobato Sales, da Sena Construções.

O espaço ainda irá contemplar um shopping center, uma torre residencial e uma área verde de 7.500m².

Em entrevista ao Jornal Correio Popular, Sales, um dos investidores explicou mais sobre o projeto e disse que tudo já estava sendo estudado há muito tempo. Disse, também, que estavam cientes sobre o tombamento.

“Esse projeto começou há muito tempo, ainda observando outros terrenos em Campinas em que o negócio não foi fechado. Indicaram para nós o terreno da Santa Casa para análise. Estudei e conversei com outro sócio, que não está presente aqui, e ele conseguiu contatos. Em cima disso montamos o mesmo grupo que está conosco até hoje. Começamos em 2009. Após algumas conversas, avaliamos que havia ativos importantes e mal explorados na Santa Casa e assim nasceu a ideia. Começamos a desenvolver um projeto. Sabíamos das situações sobre tombamento, que não poderia ser vendido, e estruturamos a operação em cima do que era possível ser feito nesse lugar. A ideia sempre foi trazer uma renda adicional para a Santa Casa”, declarou em entrevista ao Correio Popular.

nova Santa Casa de Campinas
Área da Santa Casa de Campinas e hospital Irmãos Penteado. (foto: reprodução Google maps)
O Shopping

O investidor ainda comentou sobre como será feita a questão do shopping junto a torre residencial.

“Quando começamos o negócio havia um problema na legislação em relação ao zoneamento misto, uma dúvida. Funcionário público quando tem dúvida, não assina, então ficou no pode não pode e a discussão foi se alongando. No final de 2018, definiu-se o zoneamento que permitiu o misto e possibilitou ter um shopping, prédios altos para locação, residência e ao mesmo tempo ter um centro comercial. Você vai ter um shopping embaixo e um apartamento em cima. Mas aí com pandemia, mandato novo de prefeito na cidade, as coisas não se encaminharam, mas agora está destravando. Estamos conseguindo colocar para andar de forma um pouco melhor”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.